COLUNA DE 20 DE MARÇO

Pagar é o único direito

Em dias passados, o responsável por este espaço fez uma viagem de recreio. Em completa dissonância com a política, pregada por Meirelles et caterva, lanchonetes à beira da estrada e estabelecimentos congêneres de terminais rodoviários e aeroportos cobram preços abusivos por cafezinhos, pães-de-queijo, sucos e latinhas de refrigerantes ou cervejas.

Teje preso

Os sustos já começam no posto em que para o ônibus da empresa que detém o monopólio do transporte de passageiros da Nova Alta Paulista para a capital. E prosseguem no terminal da Barra Funda e nos aeroportos de Congonhas e de Guarulhos. No primeiro, um chope custa R$ 16 e, no segundo, um cappuccino não sai por menos de R$ 15.

Cadê a contrapartida?

Apesar de uma taxa de embarque vultosíssima, o passageiro também sofre com as péssimas condições de escadas rolantes e banheiros. Dia 10, a escada rolante do terminal da Barra Funda deu pane e os usuários foram obrigados a subir degraus da ligação tradicional, desde as plataformas de desembarque até as bilheterias. Em Guarulhos, os banheiros exalam mau cheiro e, via de regra, apresentam torneiras quebradas e entupimentos nos vasos.

Uma tunga a menos

Foi cancelada a resolução que exigia curso para renovação da Carteira Nacional de Habilitação (CNH). No passado, sábios do setor exigiram que motoristas adquirissem estojo de primeiros socorros, selo de para-brisa e extintor de incêndio, num verdadeiro assalto aos bolsos dos brasileiros.

Dever cívico

Hoje, vou antecipar o aperitivo e o almoço, para esperar o início do outono, previsto para 13h14. Segundo os experts, a estação que vai até junho, será caracterizada por mudanças rápidas de temperatura, registro de geadas e maior frequência de nevoeiros.

Valdir Andrêo 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

COLUNA DE 10 DE MARÇO

COLUNA DE 27 DE MARÇO