Postagens

Mostrando postagens de Maio, 2018

COLUNA DE 30 DE MAIO

Cada dia pior
Acompanhamos, com indisfarçável tristeza, a mais nova crise que abala o Brasil. Fruto da incompetência e dos desmandos dos governantes, o país caminha, celeremente, para sua total falência. As estradas, congestionadas por caminhões, ônibus, carros e motos, fazem eclodir a revolta dos brasileiros que, apesar dos altos impostos que recolhem, sentem na pele os efeitos da irresponsabilidade dos encastelados em Brasília.
Sessão nostalgia
O total colapso no transporte e no abastecimento faz lembrar, com incomensurável saudade, o Brasil dos trilhos, no século passado. Aquela nação estendendo e modernizando suas ferrovias que, com o passar dos anos, foram negociadas desonestamente pelos governos a partir da década de 1990, nos âmbitos estadual e federal. Marcos de uma era, viraram sucata, num contraste doloroso com os trens da Europa, da Ásia e da América do Norte.
Verdadeiro relógio
Antes que fosse federalizado ou estadualizado, o transporte ferroviário era sinônimo de pontualidade.…

COLUNA DE 28 DE MAIO

O presidente afinou
Ontem à noite, Temer concordou em reduzir o preço do litro de óleo diesel em R$ 0,46 na bomba - o que, segundo ele corresponde aos valores de PIS/Cofins e Cide. O desconto foi estendido de 30 para 60 dias e, após aquele prazo, será reajustado mensalmente. Temer editou três medidas provisórias para isentar de pedágio - em todo território nacional - os veículos com eixos suspensos, garantiu 30% dos fretes da Conab para autônomos e criou uma tabela mínima de frete.
O discreto José
José Maria Ferreira já é saudade. Conheci-o no começo dos anos 1970, durante a festa de sua despedida de solteiro. Ele já tinha comprado as alianças para o casamento com Maria Aida Cuglieri, com quem teve três filhos, se a memória não falha. Em quatro décadas de convivência, Zé Maria sempre manteve o mesmo procedimento. Mesmo nos momentos mais tensos, não perdia a elegância.
Excelente papo
A festa de despedida de solteiro foi ponto de partida para dezenas reuniões frequentes que começaram no Bid…

COLUNA DE 25 DE MAIO

Lei de Gerson
Existem indivíduos que só pensam em levar vantagem. Para faturar um dinheiro a mais, utilizam-se de expedientes condenáveis, para não dizer criminosos. Nesses quatro dias da greve dos caminhoneiros, certos proprietários de postos de combustíveis chegaram a cobrar quase 10 reais por um litro de gasolina. Infelizmente, depois de encerrado o movimento, somente uma minoria de safados talvez seja punida.
Atitude mesquinha
O jornal de uma das emissoras de tevê, mostrou - ontem à noite - uma ilustre senhora que lotava um carrinho de compras num supermercado. Sob a justificativa de que os gêneros poderiam sumir das prateleiras, comprou pelo menos uns 30 pacotes de arroz. Não analisou que outras pessoas poderiam ficar sem o alimento, em função de sua atitude egoísta. E mostrou ser totalmente ignorante: se não cozinhar o arroz dentro de certo tempo, ele caruncha e não poderá ser consumido.
Bando de patetas
Ontem, a cúpula do governo federal parecia cego no meio de tiroteio. Até 22 hora…

COLUNA DE 22 DE MAIO - JOÃO DO PULO EM DRACENA

Imagem
Um espetáculo inesquecível
Mesmo as pessoas mais vividas e acostumadas aos grandes eventos esportivos emocionaram-se com a grande festa de abertura dos VI Jogos Regionais, dia 18 de julho de 1986, no Centro Olímpico da vila Barros. Desde que a banda marcial de Quatá ingressou no estádio, até que as jovens estudantes encerrassem sua belíssima dança, o público viveu momentos de rara emoção cujo ponto alto foi a passagem do atleta João Carlos de Oliveira (João do Pulo), conduzindo a tocha olímpica que ele usou para acender a pira.
Difícil conter as lágrimas
Acostumado a ver, desde aqueles tempos, a tecnologia imperar nos eventos apoteóticos, o dracenense pôde acompanhar um espetáculo onde o ponto forte foi o ser humano. Emocionou-se com a dignidade e com o exemplo de vida de um campeão do mundo que não se abateu diante da fatalidade e vibrou com a dança de centenas de estudantes perfeitamente sincronizadas.
Orgulho pelo tri
João do Pulo chegou a esta cidade, dois dias antes. O comitê organiza…

COLUNA DE 18 DE MAIO

Caso sério
Relatório divulgado pelo Ministério Público apontou diversos problemas em rodovias sob concessão, no estado de São Paulo. No estudo, o MP constatou que, na Marechal Rondon (SP-300), o trecho sob concessão da Via Rondon (entre Bauru e Castilho) está em pior estado de conservação em relação ao administrado pela Rodovias do Tietê (entre Bauru e Tietê). O estudo não teve como objetivo, inicialmente, criar uma lista com as piores estradas com cobrança de pedágio.
O problema é velho
O assunto está sendo apurado em inquérito instaurado pelo promotor de Justiça Silvio Marques, da Promotoria do Patrimônio Público e Social da Capital. O procedimento foi aberto mediante representação formulada pela Assembleia Legislativa, a partir da Comissão Parlamentar de Inquérito que tratou de irregularidades na fixação das tarifas de pedágio. A CPI teve como objetivo investigar se os valores das tarifas, cobrados pelas concessionárias nas rodovias paulistas, estão em consonância com os critérios de…

COLUNA DE 15 DE MAIO

Papel aceita tudo
Em artigo publicado ontem, o presidente Michel Temer escreveu: “Em 24 meses, recuperamos a Petrobras, o Banco do Brasil, os Correios e a Caixa; elevamos o PIB a patamar positivo, melhoramos a gestão pública, ajudamos estados e municípios, reformamos leis e instituições. Trabalhamos sem parar”. Comentário de um leitor do blog: “Este senhor está delirando ou acredita que o povo brasileiro é bobo?”
Fiel discípulo de Dilma
Ainda ontem, em seu perfil oficial no twitter, Temer publicou mensagem em que homenageava Roberto Farias que morreu no mesmo dia, aos 86 anos. Entretanto, ao destacar um filme do cineasta, o perfil de Michel citou “Toda nudez será castigada”, película baseada em obra de Nelson Rodrigues. Em verdade, o filme foi dirigido por Arnaldo Jabor. O grande Farias assinou a direção de “Assalto ao trem pagador”.
Mestre de várias gerações
O professor José Benedicto Pinto faleceu em Bauru, aos 92 anos. O carioca de grandes histórias e ‘causos’ lecionou língua e literatu…

HOMENAGEM ÀS MÃES PELO SEU DIA

Imagem
A bênção, mães!
Culta leitora, não menos ilustrado leitor, o calendário afetivo alerta que este domingo é o dia dedicado às mães. Por isso, esqueçamos, por algumas horas, dos desabamentos, das mazelas dos maus políticos, dos dramas que afligem pessoas no mundo inteiro e redobremos nossas orações por elas. Sem a mesma inspiração dos grandes mestres, a coluna pede a devida vênia para reverenciá-las com o poema do imortal Carlos Drummond de Andrade.
Para Sempre
Por que Deus permite que as mães vão-se embora? Mãe não tem limite, é tempo sem hora, luz que não apaga quando sopra o vento e chuva desaba, veludo escondido na pele enrugada, água pura, ar puro, puro pensamento. Morrer acontece com o que é breve e passa sem deixar vestígio. Mãe, na sua graça, é eternidade. Por que Deus se lembra - mistério profundo - de tirá-la um dia? Fosse eu Rei do Mundo, baixava uma lei: Mãe não morre nunca, mãe ficará sempre junto de seu filho e ele, velho embora, será pequenino

COLUNA DE 10 DE MAIO

Um por dia
O céu dracenense está congestionado. São os pára-quedistas que estão saltando, em busca de votos e prometendo verbas e obras para o município. Surgem de todos os lados, alavancados por cabos eleitorais de ocasião que faturam um dinheirinho extra que não será declarado ao leão do IR, em 2019. E tem gente que ainda acredita nas promessas que os postulantes às assembleias e Senado farão.
Até quando?
Um motorista que trafega, quase que diariamente, pelas rodovias Ribeiro de Barros e Marechal Rondon, surpreendeu-se (agradavelmente) com os preços do etanol. Num posto de Pompeia, o litro do combustível era comercializado a R$ 2,39. Em Araçatuba, média de R$ 2,19 a R$ 2,24.
Só na terra de Temer e Gilmar
Condenada a 39 anos de prisão pelo assassinato dos pais, em 2002, a presa Suzane von Richthofen deixou a penitenciária feminina de Tremembé, na manhã de hoje, para comemorar (sic) o Dia das Mães em liberdade.  Outra detenta famosa, Anna Carolina Jatobá, condenada a 26 anos e oito meses…

COLUNA DE 8 DE MAIO

Quem explica?
Servidores públicos estaduais que recebem seus salários, através do Banco do Brasil, levaram um susto na manhã de hoje. Ao acessarem suas contas, perceberam que, apesar de ser o quinto útil do mês, não havia sido creditado o salário referente a abril. Quem procurou obter informações junto a BB, recebeu um lacônico recado de que se tratava de um problema entre a instituição bancária e o setor responsável da administração estadual. Antes do meio-dia, o dinheiro pingou nas contas. As duas partes estão na obrigação de vir a público para esclarecer o imbróglio.
Providências imediatas
Infelizmente, a primeira semana de maio foi marcada por dois terríveis acidentes rodoviários, nas precárias estradas que cortam a Nova e a Alta Paulista. Uma família tupiense foi dizimada e um jovem de Parapuã também sucumbiu. Não seria o momento de a diretoria da Amnap provocar uma reunião com os responsáveis pela regional do DER e debater o assunto?
O homem tem razão
O ex-presidente Lula que complet…

COLUNA DE 5 DE MAIO - TIME DO AMIGÃO

Imagem
De pé, esq. p/direita: Antonio Bérgamo, este que vos escreve, Edmar von Anken (Banespa), Ducatti, Nei Vieira e Nelsinho (Bandeirantes). Agachados: Paulo Borges (Correios), Miltinho (Banespa), Geninho (B. Brasil), Antonio Carlos Malheiros (investigador de polícia e depois radialista). Osvaldinho (protético) e Atilio Gaviolli
Também aos sábados
O time de seniores do Amigão surgiu no comecinho dos anos 1970, reunindo bancários (na maioria), professores, funcionários públicos e profissionais liberais. Os treinos sempre no sábado à tarde, no campo da Associação Bancária de Dracena (ABD). Nos primeiros anos, quem apitava os ‘duelos’ era Atilio Gaviolli.
Novidade aprovada
Foi na mesma época de fundação do clube que surgiu a bola branca e preta, substituindo a tradicional amarronzada. O carteiro Paulo Borges, um dos integrantes da agremiação, saudou o advento da ‘corintiana’ com uma expressão que entrou para a história da agremiação: “Ela (a bola) é bem mais comunicativa”.
Virou festa
Após os treino…

COLUNA DE 4 DE MAIO

Prevalece a secura
Caso vinguem as previsões do instituto Climatempo, Dracena e cidades da microrregião continuarão sem chuvas, até metade do maio. Em consequência, a umidade do ar tende a cair ainda mais, multiplicando o número de problemas respiratórios em crianças e idosos, principalmente. Salvo engano, faz mais de um mês que não chove por estas bandas.
Início tímido
Como é tradição, poucos idosos têm procurado as unidades de saúde do estado e do país, para se imunizarem contra a gripe. Muitos velhinhos fogem da vacina, argumentando que ela é que causa a doença. As campanhas de conscientização também não conseguem sensibilizar as pessoas de 60 anos ou mais. Uma pena!
Governo ajuda a complicar
Não bastasse a reação negativa de muitos idosos contra a imunização, o envio de vacinas para os municípios está se processando de maneira bem estranha. Aqui, onde a procura pelos postos de vacinação é bastante satisfatória, a prefeitura local informou que recebeu 4.500 doses que já se esgotaram. O …

COLUNA DE 1º DE MAIO - ANIVERSÁRIO DO SABATISTA

Imagem
Dia de festa
Entre 1975 e 1990, tive o privilégio de fazer parte do Clube Sabatista que efetuava seus treinos semanais no estádio Írio Spinardi. Todo 1º de maio havia um lauto churrasco para comemorar o aniversário da equipe. Nos primeiros tempos, a festa se realizava nas arquibancadas de madeira da velha praça de esportes. Um dos comandantes da churrasqueira era o bancário aposentado Milton Polon, hoje vereador.
Grandes papos
Num dos encontros, bebendo chope e saboreando a carne quentinha, conversavam animadamente os saudosos Juliano Ferreira, os irmãos Leonardo e Lourival Marques de Lima, Waldomiro Machado, Maurinho Alves (Pé-de-Vidro), Spen Lerche, Donaldo Ferreira da Palma, Osmar Sandrin e Zé do Coco, entre outros. Belmar Ramos (Bananeira) e o juiz de Direito Joaquim Pedro Campello de Souza (Cuca) vieram de Tupi Paulista.
Novos tempos
Depois, a festa ficou mais sofisticada e, com o ingresso de outros sócios, passou a ser realizada no Clube de Campo Independente (CCI). Foi nessa época …