COLUNA DE 29 DE MARÇO


Devagar, quase parando

A partir de hoje, o país entra em férias, só retornando na segunda. Tribunais, Congresso Nacional e diversas repartições públicas anteciparam o descanso, afinal ninguém é de ferro. A postos, no entanto, os patrulheiros rodoviários estaduais e federais, dispostos a frear (através de multas pesadíssimas) os motoristas mais apressadinhos.

Sem lenço...

Os 684 funcionários do frigorífico da JBS em Cassilândia (MS) já foram demitidos e aguardam, agora, o acerto das contas e a homologação das rescisões. A empresa encerrou as operações dia 19, oficialmente. O motivo do fechamento seriam multas no valor de R$ 5 milhões, pagas trimestralmente, referentes a irregularidades apontadas pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade).

... e sem documento

A desolação tomou conta da comunidade conhecida como “Cidade Sorriso”. Não são só os trabalhadores estão apreensivos, mas todos os habitantes. “Era uma folha de pagamento de R$ 2 milhões que agora Cassilândia não receberá mais. O comércio, todos os moradores vão sofrer muito esse impacto”, lamenta um dos demitidos.

Ô coitado!

Os defensores do ínclito Paulo Maluf tanto se esforçaram que conseguiram tirá-lo da cadeia, a fim de que ele passe a Semana Santa, em sua mansão paulistana. O autor do gesto de tão profunda benemerência atende pelo nome de Dias Tóffolli que dá expediente como ministro do Supremo Tribunal Federal.

Risco de um cascudo
Aconselha-se que não se cante nem se assobie a música “Águas de Março”, perto do ex-presidente Luís Ignácio. A antológica composição de Antonio Carlos Jobim, imortalizada por Ellis Regina, começa assim: ‘É pau, é pedra, é o fim do caminho’.

Valdir Andrêo

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

COLUNA DE 10 DE MARÇO

COLUNA DE 20 DE MARÇO

COLUNA DE 27 DE MARÇO