COLUNA DE 4 DE MAIO

Prevalece a secura

Caso vinguem as previsões do instituto Climatempo, Dracena e cidades da microrregião continuarão sem chuvas, até metade do maio. Em consequência, a umidade do ar tende a cair ainda mais, multiplicando o número de problemas respiratórios em crianças e idosos, principalmente. Salvo engano, faz mais de um mês que não chove por estas bandas.

Início tímido

Como é tradição, poucos idosos têm procurado as unidades de saúde do estado e do país, para se imunizarem contra a gripe. Muitos velhinhos fogem da vacina, argumentando que ela é que causa a doença. As campanhas de conscientização também não conseguem sensibilizar as pessoas de 60 anos ou mais. Uma pena!

Governo ajuda a complicar

Não bastasse a reação negativa de muitos idosos contra a imunização, o envio de vacinas para os municípios está se processando de maneira bem estranha. Aqui, onde a procura pelos postos de vacinação é bastante satisfatória, a prefeitura local informou que recebeu 4.500 doses que já se esgotaram. O envio das vacinas é de responsabilidade do ministério da Saúde.

A pergunta que não cala

Na sessão de anteontem do legislativo, o vereador Victor Palhares voltou a cobrar o prefeito sobre o funcionamento do bar, montado por ocasião do campeonato de futsal de férias, Desde março, o representante do PP quer saber se a venda das bebidas correu por conta do município. Em caso de resposta positiva, exige a prestação de contas.

Temor justificado

Ontem, em sua nova residência de Curitiba, o ex-presidente Lula recebeu as visitas dos petistas Jacques Wagner e Gleisi Hoffmann. O cantor Martinho da Vila também pretende se avistar com Luiz Inácio. O temor do metalúrgico é que, durante o encontro, Martinho cante aquela música que começa assim: “Dinheiro pra que dinheiro, se Moro não me dá bola”.

Valdir Andrêo 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

COLUNA DE 10 DE MARÇO

COLUNA DE 20 DE MARÇO

COLUNA DE 27 DE MARÇO